Atletismo

Em 2015, com a entrada da UFRJ na Copa Rio Minas, o Atletismo chegou. Novidade. Novas provas, um frio não antes enfrentado. Novo desafio!

Frente ao desconhecido, vestimos o uniforme e fomos treinar. Dias duros, de muito suor, fadiga, de dores musculares intensas e lesões. Correr exigia técnica, estratégia e muita motivação. Logo descobrimos.

Perante as dificuldades, a União foi soberana. Treinos aos sábados, durante a semana, com chuva ou sol, frio ou calor.

A gente não parou de correr.

Assumimos a identidade, buscamos o nosso melhor a cada passada. Identificamos nossos erros, aperfeiçoamos nossos acertos. Não paramos.

Desde 2015, o time da UFRJ luta pelo pódio no Crimi. Do fundo à velocidade, das provas coletivas às individuais, não paramos. Somos Fundão! Somos raça, raça e raça!

Em 2019, nosso melhor ano, subimos ao pódio em segundo lugar geral pelo Feminino e Masculino.

Fomos ouro, prata e bronze inúmeras vezes.

Crescemos exponencialmente.

Pontuamos em todas as categorias!

A preparação foi intensa!! Treinos semanais no Fundão e no Maracanã. Competição na Urca. Um ritmo sensacional!

O esporte mais novo da UFRJ é também o que mais cresce em menor tempo.

Munidos de companheirismo e dedicação, treinamos às segundas no Fundão. Somamos amor e garra.

Um gritando pelo outro. Incentivando. Correndo.

Apesar de qualquer prova individual, o Atletismo entende bem: sozinho não há caminhada. Não há lugar. O sentimento de equipe floresceu!

Juntos somos mais fortes. Muito mais! Família!

Que venha o Crimi 2020. Os adversários sabem que a UFRJ vai com tudo novamente!